Friday, December 12, 2008

Temos escolha? Ou um destino pré-traçado?

Parece um mistério insolucionável. Alguns afirmam que a escolha é nossa. Outros, que está tudo escrito no "Livro Preto" do Destino. Outros ainda, vivem em dúvida.

Mas, afinal, temos escolha ou temos Destino?

Escolha? Mas posso escolher não adoecer? Não sentir calor no calor? Não sentir frio no frio? Não morrer? Não me apaixonar quando há paixão? Não cair quando levo um tombo? Ora... Escolha é pura ilusão de controle.

Destino? Ora, por que? Os gatos, os tigres, as formigas e os leões têm um Destino? Então por que haveríamos nós de ter?

Então... Nem um nem outro. Não sou "eu" que escolho e nem tem "alguém" que escolha por mim.

O que acontece é que uma conjunção única de incontáveis circunstâncias nos levam para um lado ou para o outro. Sendo que por vezes, parece que fomos nós mesmos que escolhemos e em outras ocasiões, parece até obra do Destino.

Como assim, circunstâncias? Tudo o que há é circunstância. Pensamentos, sentimentos, crenças, o clima, as relações sociais, afetivas, familiares, as condições físicas, biológicas, materiais, as construções culturais (etc).

Tudo o que há e circunstância. E a associação de incontáveis circunstâncias dos mais diversos tipos é que nos leva, por puro acaso, a fazer isso ou fazer aquilo, a seguir - ou não - tal ou qual caminho.

Portanto, não sou "eu" que escolhe nem tem "alguém" que escolha por mim. Tudo é por acaso.

6 comments:

ρoësis said...

Tudo é por acaso... Concordo Diogo.

Tb não me vejo comandad por linhas invisiveis como um bonequinho não. O destino dessa forma não existe. Concordo com o teu texto. Já tinha essa verdade q foi resfirmada aqui.

pirrorama said...
This comment has been removed by the author.
Manja said...

Opa, calma aí... agora a coisa fica divertida... Tudo que há é acaso, mas seria isso por acaso?

"E se eu for o primeiro a poder desistir do que for da errado?"

Se há acaso, há um nível de escolha... mesmo que essa escolha seja caótica...

Anonymous said...

Todos dizem que nada é por acaso, principalmente as pessoas religiosas.
Os mais céticos dizem que tudo é um grande caos e que tudo acontece ao acaso.
Entendo que apenas tomamos algumas decisôes diante das circunstâncias que se nos apresentam sem pedir licença.
Pessoalmente, tenho tomado muitas decisões, umas mais fáceis e outras nem tanto.
Um abraço e parabéns pelo blog.
Epicuro.

Volpi Pessoa said...

Tudo é por acaso. Então você é uma bostinha boiando no universo e nada tem sentido. Somos produtos de um acaso e verdade, mentira, justiça. certo e errado não existem. Logo se eu topar com você na rua posso lhe matar, afinal o que me impede? E eu não tereia culpa,pois, foram as inevitavéis forças do universo que me fizeram fazer isso. Inclusive publicar essa resposta.

Bruno said...

É interessante a linha de pensamento, como disse nietzsche " O mundo dança aos pés do acaso" .
Parabéns pelo blog em meio a tantos platonistas, e socráticos dando seus pitacos na internet, é legal ler bons post.