Friday, November 28, 2008

Sob o ponto de vista da eternidade

Acho que Spinoza estava certo... Às vezes é muito bom ver as coisas "sob o ponto de vista da eternidade". Assim nos lembramos o quanto nós somos pequenos, o quanto nossos problemas são insignificantes. Que somos nós sob o ponto de vista da eternidade? Nada... Surgimos, passamos, e o mundo continua girando.. não se sabe porque.. mas ele continua. Absolutamente indiferente a nós.

Somos bilhões de pontinhos minúsculos dentro deste pontinho que é a Terra. É isso que somos. E aqui vivemos, cada um no seu próprio mundinho, cada um no seu próprio sonho. Inconscientes. Inconscientes de estarmos inconscientes. E daí por diante. Caberia repetir agora a pergunta de Pascal: “Que é um homem no infinito?”.

Nos preocupamos demais. Temos problemas tão grandes, tão relevantes e ao mesmo tempo tão pequenos e mesquinhos. Nos preocupamos demais com o nada que somos: pontinhos num pontinho.

Imaginamos e acreditamos que somos muito importantes. Os mais importantes do mundo, os únicos seres vivos do Universo inteiro. Acreditamos que temos algo como uma alma grandiosa e eterna, acreditamos, até mesmo, que temos um Deus só para nós. Um deus que está nos observando, nos vigiando, cuidando de nós, e mais! Acreditamos que há um deus que nos recompensa se fazemos algo de “certo”, que nos castiga se fazemos algo “errado”. Parece ridículo se colocado desta forma, não? "Deus", um ser infinitamente poderoso e perfeito que se preocupa em vigiar e castigar um dos bilhões de pontinhos que viajam na Terra, porque ele fez algo de “errado”. Riam, riam comigo de nós mesmos. Até onde vai nossa imaginação. Até onde vai nosso egocentrismo.

"Sob o ponto de vista da eternidade", que somos nós? Que são nossos problemas e preocupações?

4 comments:

Camila said...

Ah.. isso me lembra o videozinho!
Meus problemas insignificantes andam parecendo tão estupidamente significantes...
É certo q nada é realmente importante já que tudo vai passar o problema é até passar... até passar tudo parece enorme...

Eu te amo muito!

Camila said...

"É certo q nada é realmente importante já que tudo vai passar. O problema é até passar... até passar tudo parece enorme..."

A gramática manda lembranças! ¬¬
hahahaha

ρoësis said...

não tenho nem mesmo o que comentar.. apenas concordar em tudo!

Anonymous said...

Não conmsigo discordar de você...
Epicuro.